PUBLICACIONES Y NOTICIAS

Lei permite o retorno ao Simples Nacional dos inadimplentes excluídos do regime em 2018

Lei permite o retorno ao Simples Nacional dos inadimplentes excluídos do regime em 2018

Em 13.06.2019, foi publicada a Lei Complementar nº 168, que autoriza o retorno ao Simples Nacional de todas as Microempresas (ME) e Empresas de Pequeno Porte (EPP) que foram excluídas desse regime tributário em 1º de janeiro de 2018 em razão de débitos tributários. 

CONTINUE LENDO
CARF Decide pela não incidência de contribuição previdenciária sobre todo o valor do vale transporte

CARF Decide pela não incidência de contribuição previdenciária sobre todo o valor do vale transporte

A Lei 8.212/91 determinou que o valor pago a título de Vale Transporte não sofrerá a incidência da contribuição previdenciária, conforme determina o art. 28, §9º.

CONTINUE LENDO
STJ consolida prazo prescricional para reparação decorrente de relação contratual.

STJ consolida prazo prescricional para reparação decorrente de relação contratual.

Na última sessão da Corte Especial do Superior Tribunal de Justiça (“STJ”), ocorrida no dia 15/05/2019, a controvérsia sobre o prazo prescricional para se discutir em juízo reparações decorrentes de responsabilidade civil contratual ganhou mais um capítulo.

CONTINUE LENDO
Tribunais garantem incidência do ITCMD somente sobre o valor líquido da herança, descontado as dívidas dos bens transmitidos.

Tribunais garantem incidência do ITCMD somente sobre o valor líquido da herança, descontado as dívidas dos bens transmitidos.

A sucessão de bens e direitos ocasionada pela morte de um parente ocorre em um momento delicado, tendo em vista que os herdeiros estão fragilizados pela partida de seu familiar.

CONTINUE LENDO
Receita Federal admite que os gastos com propaganda e publicidade geram créditos de PIS/COFINS para empresas varejistas

Receita Federal admite que os gastos com propaganda e publicidade geram créditos de PIS/COFINS para empresas varejistas

Foi divulgada nesta semana uma decisão inédita proferida pela própria Receita Federal do Brasil, na qual restou admitido o creditamento de PIS/COFINS sobre as despesas incorridas com publicidade e propaganda por empresa varejista.

CONTINUE LENDO